O Lean, criado nos anos 50 e cada vez mais aprimorada para ser utilizada em diversos tipos de empresas, com atuação em vários segmentos, é um grande trunfo da área de TI, como Lean IT. Isso porque, quando aplicada ao desenvolvimento de software, à liberação e a operação dos serviços, facilita entregas de valor e melhorias contínuas.

Por meio de abordagens como Agile, CI, CD e DevOps, a área de TI consegue, a cada dia, alavancar seus resultados, melhorando processos e acelerando o desenvolvimento. Conhecer e saber aplicar os princípios do Lean IT é essencial para ter resultados cada vez melhores e se manter competitivo no mercado.

Quer conhecer melhor esta abordagem e entender sua atuação na área de TI? Veja, a seguir os 5 princípios do Lean IT!

Aplicação do Lean ao desenvolvimento de software

hnz consultoria e treinamentos blog aplicacao do lean ao desenvolvimento de software

O Lean é amplamente utilizado na área de TI para garantir entregas de valor e melhorias contínuas. Seus princípios ajudam, ainda, a eliminar desperdícios e aumentar a produtividade em geral.

É importante conhecer seus 5 princípios para aplicá-lo da melhor forma e disseminar essas premissas a todos os times, que precisam adotar a metodologia em seu dia a dia também.

A adoção de conceitos como o Agile, o CI, CD e o DevOps pode ser um dos fatores determinantes para o sucesso do conceito principal do Lean. Com disciplinas como Integração Contínua (CI) e Entrega Contínua (CD), cria-se a base do fluxo de trabalho DevOps – algo muito utilizado na área de TI. As bases deste fluxo tem origens no Lean, onde o movimento de uma peça pequena faz com que estruturem mecanismos de baixo risco em uma condição continua.

Mas, afinal, por que é necessário aplicar a metodologia ágil e seus princípios à área de TI?

A adoção da metodologia e suas ferramentas acontece por alguns fatores, percebidos no segmento de Tecnologia da Informação:

  • Métodos tradicionais de desenvolvimento de software com muitas deficiencias;
  • Ciclos de entrega cada vez menores;
  • Necessidade de fazer entregas de valor e fluxo contínuos;
  • Demanda por melhorias contínuas nos ciclos de entrega;
  • Exigência cada vez maior por parte do cliente.

Com todas essas demandas e rapidez cada vez maior nas entregas e processos, é fundamental investir nos 5 princípios do Lean IT. A seguir, vamos a eles!

5 princípios do Lean IT e como aplicá-los

hnz consultoria e treinamentos blog 5 principios do lean it e como aplica los

A filosofia do Lean estabelece alguns princípios básicos para sua implementação. Se bem observados e seguidos, sua implementação permite reduzir os desperdícios, aumentar a produtividade e a qualidade da produção como um todo.

Neste sentido, o Lean Thinking traz os 5 princípios listados abaixo para a área de TI:

1. Valor

O valor é o primeiro princípio aplicado ao Lean IT, já que ele influencia todo o processo e, por isso, o cliente precisa definir qual é o valor para o produto ou solução.

Em geral, manter o foco no valor é um desafio para a equipe de desenvolvimento de software, como de todos na TI e negocio, porém, é essencial considerar como desperdício algo de que o cliente não precisa ou não pagaria, como retrabalho ou incidentes.

Importante: este produto ou solução sofre evoluções e mudanças constantemente, então, o diálogo sobre o real valor do produto ou solução é determinante para o sucesso desta etapa.

2. Fluxo de Valor

Na aplicação do Lean IT, depois de avaliar o que realmente tem valor para o cliente, é o momento de entender a melhor sequência de produção das atividades que geram este valor.

Para que isso aconteça, a linha de produção deve ter um fluxo, com sequência lógica aplicada à linha de produção para elevar a produtividade e eliminar desperdícios.

O mapeamento do fluxo de valor também deve acontecer ao aplicar o Lean Thinking na produção, eliminando custos com recursos ou atividades que não agreguem valor.

Em TI, esse fluxo é constituído por todas as atividades desde uma demanda até a disponibilização em produção, que fisicamente é instrumentado pelo pipeline de implantação. Mas antes de implementar algo, precisamos calibrar o fluxo continuo.

3. Fluxo Contínuo

Diretamente ligado ao fluxo de valor, o fluxo contínuo precisa garantir que a produção foque sempre no que agrega valor sem interrupções.

Neste ponto, a ideia principal é entregar as necessidades do cliente com rapidez, agilidade no processamento dos pedidos e com pouco estoque.

DevOps integra várias disciplinas neste processo de fluxo continua, nomeadas como Integração Continua envolvendo desenvolvedores, Entrega Continua integrando Infraestrutura, Teste, Operação e Segurança e finalmente Implantação Continua, que são técnicas de implantação segura e estável.

4. Produção Puxada

Neste princípio, a linha de produção passa a ser focada no desejo do cliente e no que representa valor para ele. O objetivo deste princípio do Lean IT é reduzir o estoque e os desperdícios.

Com a produção puxada, a empresa se torna mais eficiente e faz apenas o que será útil, evitando o surgimento de estoque e, depois, a necessidade de promoções ou descontos para acabar com ele.

O Lean com este principio, orienta para a visibilidade dos desperdícios, tentando eliminar estoque intermediário, que em TI, seria o acumulo de código que não entra em produção. Isso calibra o fluxo e as prioridades de automação, se providencia a transparência e a responsabilidade do time para participar ativamente nos resultados.

5. Melhoria Contínua

A melhoria contínua é derivada da busca pela perfeição nos processos, no relacionamento entre os times, nos produtos, serviços e na empresa como um todo. O foco, aqui, segue na busca sempre pelo que é necessário ao cliente.

Metodologias que podem ser aplicadas para a melhoria contínua da área de TI incluem o ciclo PDCA ou o Kaizen.

O PDCA é pautado em ciclos e busca melhorar o nível de gestão através do controle eficiente de processos e atividades internas e externas. O Kaizen, por outro lado, é pautado num esforço contínuo de melhoria, envolvendo todos os níveis da organização.

Mais do que fazer o trabalho diário, é refletir em como podemos melhora-lo. Assim, TI mede seu fluxo e desperdícios, e foca nas melhorias em forma consistente.

Os princípios do Lean IT citados acima têm como foco proporcionar algumas mudanças nos processos e entregas, que podem ser resumidas assim:

  • Eliminar trabalhos inacabados, que podem ser comparados ao estoque, gerando custos desnecessários;
  • Remover funcionalidades extras, que também geram custos desnecessários e não serão remuneradas pelo cliente, servindo apenas como algo “supérfluo”;
  • Reaprendizagem se compara a um retrabalho para a área de desenvolvimento de software;
  • Troca de tarefas significam uma forma de realizar movimentações desnecessárias;
  • Esperas podem ser comparadas aos atrasos no desenvolvimento do software, que devem ser evitadas quando o assunto é desenvolvimento ágil e DevOps.

Entender os 5 princípios do Lean e como cada princípio pode ajudar na produção é importante para toda empresa, especialmente quando se trata de desenvolvimento de software. Vale a pena eliminar desperdícios e aplicar metodologias para tornar os processos cada vez mais eficientes e valiosos!

Treinamento Lean IT Foundation

O treinamento EXIN Lean IT Foundation é uma qualificação internacional de altíssima qualidade, proporciona um crescimento profissional e um amplo conteúdo sobre Lean IT (aborda todas as características, princípios e dimensões do Lean), para gerentes ou profissionais de TI que trabalham em organizações que poderiam se beneficiar com a adoção de uma abordagem enxuta.

Saiba mais

HNZ

HNZ

Leave a Reply